A Black Friday chegou. O seu e-commerce está pronto?

9 novembro - 2018
4 mins

Durante a Black Friday, o comércio eletrônico de modo geral, consegue prosperar e gerar bons negócios. Entretanto, mesmo com um bom planejamento e ações bem definidas, os empreendedores precisam tomar alguns cuidados na execução das suas estratégias.

Isso quer dizer que independentemente do segmento de atuação do varejista, o foco de qualquer empresa deve ser a satisfação do consumidor online. Trata-se de uma oportunidade de atrair novos clientes e fidelizá-los ao longo do tempo. Esses são ativos preciosos para a saúde financeira do negócio.

Felizmente, no mercado digital, consumidores não sofrem com os problemas e cenário caótico das lojas físicas que oferecem promoções durante a Black Friday. Em e-commerces, tombos, lesões e até agressões físicas e verbais não existem.

Porém, é preciso estabelecer uma preocupação em garantir uma experiência de compra simples e agradável para o consumidor virtual. Por isso, alguns requisitos precisam, obrigatoriamente, ser preenchidos por e-commerces e lojas online.

1. Estabilidade do site

Com milhares, e em alguns casos, milhões de acessos simultâneos, um suporte bem preparado e eficiente deve ser primordial para garantir o conforto dos clientes e o sucesso do negócio.

Para tanto, as páginas devem estar otimizadas, precisam oferecer uma boa interface para o usuário (UI) e uma experiência ainda melhor (UX). Um carregamento rápido é crucial na decisão de compra de qualquer consumidor. Qualquer demora pode influenciar negativamente a jornada.

Além disso, sites muito pesados sobrecarregam os servidores de hospedagem, um fator que torna iminente ter o site fora do ar durante a Black Friday. Situação impensável, não é mesmo?

Para solucionar esse problema, um sistema de cache poderia ser utilizado na otimização do site. Ele, basicamente, armazena determinados dados e faz com que as informações sejam acessadas com mais velocidade de acesso e processamento.

Para conferir os passos de otimização e monitorar a estabilidade do e-commerce, a ferramenta Google Page Speed Insights oferece dados e informações preciosas para que as melhores decisões possam ser tomadas e o negócio possa ser escalável.

2. A escalabilidade no e-commerce

Um negócio escalável é aquele que tem alta capacidade de performance e crescimento com custos mais baixos e sem a perda de qualidade nas entregas, seja dos produtos ou serviços.

No caso de um e-commerce, a lógica é a mesma e pode ser aplicada separadamente para setores estratégicos ou em conjunto, no negócio como um todo. Mas, para que uma loja virtual seja plenamente escalável, é preciso concentrar esforços principalmente em:

Logística

Garantir uma infraestrutura adequada e processo de logística eficiente são critérios fundamentais para a saúde do seu negócio. Além, é claro, de garantir uma boa experiência de compra online para o cliente. Portanto, ter um sistema de entrega qualificado e rotinas de logística reversa bem estruturadas é fundamental sustentar a escalabilidade do e-commerce.

Atendimento

Diante de um alto volume de acessos, a possibilidade de ter clientes insatisfeitos é maior. Assim, uma forma de resolver possíveis problemas relacionados a insatisfação do consumidor é investir num atendimento eficaz. Para isso, você vai precisar de uma equipe de suporte bem treinada e preocupada em resolver as necessidades do seu shopper. Você também pode oferecer diferentes plataformas e canais de atendimento, como: contato telefônico, redes sociais ou chat. 

Internet

A estrutura de internet é a premissa básica para o sucesso de qualquer e-commerce. É preciso garantir que, mesmo em períodos de alto volume de vendas, os acessos e a navegação do seu site permaneça rápida e eficiente.

Obviamente, para tornar um e-commerce escalável, é preciso ir além dos três fatores citados acima. Por isso, pensar em processos, estabelecer um bom planejamento e ter uma equipe capacitada em marketing, suporte ao cliente, manutenção e relacionamento com fornecedores pavimentam um caminho menos árduo para o aumento das vendas e crescimento da loja.

3. Equipes em um e-commerce

Por trás de toda a tecnologia e infraestrutura de uma loja virtual existem pessoas. São elas as responsáveis por criar, planejar, pensar e executar todas as estratégias e ações voltadas para os clientes.

Dessa forma, é importante que um gestor de e-commerce tenha uma equipe capacitada para oferecer o melhor suporte e atendimento. O cliente deve estar no centro de todas as ações e os seus problemas devem ser prontamente resolvidos. Sendo assim, propor um atendimento humanizado, transparente e verdadeiro é a via de sucesso nesse ponto.

4. Segurança do site

Por fim, mas não menos importante, é preciso falar sobre a segurança do seu site. A Black Friday é uma data especial para aqueles que querem fazer boas aquisições e até a compra dos sonhos. Mas também é um período que pode trazer pesadelos para alguns consumidores por falhas de segurança de alguns e-commerces.

Dados e informações sigilosas circulam em alto volume nessa data. Registros de cartões, dados de documentos e muitas informações pessoais são depositadas em diversos sites. Quando eles não são seguros, se tornam um deleite para hackers e ladrões online.

Para manter o consumidor tranquilo e seguro de sua compra, é preciso garantir que o site esteja em dia com suas certificações de segurança e selos de proteção. Os clientes devem ter facilmente todas as informações necessárias para realizar a conversão. Esse é o caso de formas de pagamento, processos de parcelamento e demais questões para efetivarem e concluírem uma compra.

Com todas esses aspectos esclarecidos e garantidos pelo e-commerce, o sucesso durante e após a Black Friday se torna uma consequência. É importante colocar o cliente no centro das ações e focar em oferecer a melhor experiência possível para ele. Com essa visão, todas as decisões tomadas favorecem o cliente e o crescimento do negócio.

E aí, ficou com alguma dúvida? Quer saber de mais algum ponto específico sobre a Black Friday? Então, deixe nos comentários abaixo!

Jornalista e Analista de Comunicação na Lett. Corredora de rua nas horas vagas e uma apaixonada por pets.

Deixe um comentário

Por favor, Log in para comentar
avatar
  Seguir  
Notificação de
4 mins

EQI: a primeira pesquisa que avalia a qualidade do e-commerce brasileiro.