Covid-19: o impacto nos preços do e-commerce

Bookmark(0)

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma nova realidade para os consumidores. Muitos estão descobrindo o e-commerce e até mesmo fazendo suas primeiras compras online.

Porém, com a alta demanda de determinados produtos, tanto no varejo online quanto no offline, os preços sofrem alterações consideráveis, como o álcool em gel que teve aumento no preço de 119% no Rio de Janeiro. 

Preços abusivos podem, além de atrapalhar as estratégias de precificação das marcas, prejudicar os consumidores – que já estão passando por momentos difíceis.

Então, para ajudar indústrias e varejistas a entender como está a evolução dos preços de produtos essenciais durante a quarentena, a Lett criou dois indicadores para medir a qualidade do e-commerce: EQI de Disponibilidade de Estoque e EQI de Preço.

Nesse texto, vamos apresentar os dados e insights dos preços nos varejos online.

Mas se você quiser compreender qual é a situação da Disponibilidade de Estoque no e-commerce, é só acessar o nosso artigo

Quais categorias foram analisadas?

O índice de qualidade do e-commerce relacionado ao preço foi baseado em 7 categorias consideradas essenciais nesse período de quarentena. São elas: 

  • Alimentos e Bebidas
  • Bebês
  • Beleza e Perfumaria
  • Cuidados Diários
  • Pet Shop
  • Saúde
  • Utilidades Domésticas

No total, foram analisados 5.882 produtos diferentes em 182 lojas, do dia 1º de janeiro à 2 de abril de 2020. 

O que aconteceu com os preços dos produtos?

O preço é um dos fatores que mais influenciam a decisão de compra online para 78% dos consumidores. Por isso, a Lett criou um indicador específico para esse critério chamado de  E-commerce Quality Index (EQI) de Preço no e-commerce. 

O EQI de Preço monitora a evolução do preço médio dos produtos de cada categoria. Do dia 1º de janeiro à 2 de abril de 2020, as 7 categorias analisadas no estudo apresentaram algumas variações, confira! 

Preço x Categorias

Em todas as categorias, é possível perceber algum tipo de alteração no preço, principalmente aumento nos valores. Apenas os produtos de Saúde ficaram mais baratos, os valores em média diminuíram 7,09%.

tabela covid preço

As altas mais significativas foram das seguintes categorias; Utilidades Domésticas (+17,15%), Cuidados Diários (+7,65) e Alimentos e Bebidas (+6,35%).

Utilidades Domésticas

Os preços dos produtos de Utilidades Domésticas, que incluem itens de limpeza e utensílios domésticos, foram os que tiveram a maior alteração do período. O valor dos das mercadorias aumentou 17,15%, passando de R$18,19 para R$21,31.

Apesar do acréscimo nos preços, os valores não são os maiores no intervalo de tempo estudado. O maior aumento aconteceu no dia 24 de março, no qual os itens chegaram a custar R$23,06.

covid preços e-commerce utilidade doméstica

Cuidados Diários

A alta de preços também afetou a categoria de Cuidados Diários. A média de R$ 34,18 constatada no dia 2 de abril é 7,65% mais alta quando comparada com a do dia 1º de janeiro.

Houve ainda uma queda vertiginosa entre os dias 18 e 21 de março chegando a menor média de preços, que passou para R$ 27,65. Os preços são muito voláteis contudo a tendência é de subida.

covid preços e-commerce cuidados diários

Alimentos e Bebidas

O setor de Alimentos e Bebidas teve a terceira maior alta no período (6,35%). A curva do gráfico indica uma forte escalada logo após o primeiro registro do Covid-19 no país, no dia 26 de fevereiro de 2020.

Entre o dia 1º de janeiro e 25 de fevereiro a curva estava cíclica. Havia uma leve queda, e depois uma também leve subida até o preço chegar próximo do patamar que se encontrava e assim sucessivamente.

No dia 24 de março de 2020 foi registrada a maior média de preços do ano (R$ 16,25). Desde este dia a tendência é de queda, chegando a R$ 14,76 no dia 2 de abril do mesmo ano, uma alteração de -9,17%.

covid preços e-commerce alimentos e bebidas

Bebês

Outra categoria que registrou um acréscimo na média de preços foi a de Bebês. O aumento foi de 6,25% no intervalo de tempo analisado.

A curva do gráfico é uma das mais inconsistentes. A maior média foi registrada no dia 13 de janeiro de 2020, antes do surto de coronavírus (R$ 64,27). Depois disso há uma queda vertiginosa e o aumento de preços só retorna após o dia 10 de março de 2020.

covid preços e-commerce bebês

Pet Shop

Com 4,59% de alta, o preço médio das mercadorias de Pet passaram de R$ 89,10 para R$ 93,19. A menor média registrada, R$ 73,46, foi no dia 31 de março de 2020. Um dia depois, 1º de abril do mesmo ano, observou-se o maior pico do gráfico, R$ 95,72. No intervalo de 1 dia os valores subiram 23,26%.

No mês de abril os preços se mantêm acima de R$ 93,00 e seguem a tendência de crescimento, apesar das pequenas variações.

covid preços e-commerce pet shop

Beleza e Perfumaria

Entre os dias 6 de janeiro à 20 de março, apesar de algumas baixas, os produtos de Beleza e Perfumaria ficaram muito mais caros. No dia 20 de março, os itens chegaram a custar R$ 42,40. Esse valor é 8,21% maior quando comparado com 1º de janeiro de 2020 (primeiro dia do ciclo estudado).

Depois desse momento de alta, há um declínio do valor médio chegando à menor média durante a pandemia (R$ 38,71). Depois disso, volta o crescimento.

covid preços e-commerce beleza e perfumaria

Saúde 

A única categoria que teve uma diminuição nos preços foi a de Saúde. O segmento passou de R$ 79,51 para R$ 73,87 no dia 2 de abril, obtendo uma queda de 7,09%. Os menores valores podem significar duas coisas: ou a demanda por produtos de saúde caiu ou a oferta no e-commerce aumentou.

covid preços e-commerce saúde

Com todos os dados o EQI de Preços apontou que, do início de 2020 até o dia 2 de abril, houve um encarecimento da maioria dos produtos essenciais para os consumidores.

Sendo assim, tanto a indústria quanto o varejo devem ficar atentos. É preciso tomar precauções para que a estratégia de precificação não sofra com a prática de preços abusivos e assim se torne possível ajudar o consumidor em um momento de crise como o atual.

E uma das melhores maneiras de  manter as suas ações de precificação em linha é acompanhar os preços de perto. 

Neste link, você confere – em tempo real – os  preços das 7 categorias analisadas desde o início do ano, com atualizações diárias.

Acompanhando os índices disponíveis, a sua marca pode evitar os abusos e ajudar a minimizar os danos sociais causados pelo coronavírus. 

Site gratuito com produtos essenciais na quarentena 

A Lett utilizou os dados do EQI de Preços para criar o Guia Onde Comprar. A nossa pretensão é auxiliar os consumidores durante a jornada de compra de categorias essenciais. Com o guia o cliente pode encontrar o produto que deseja no e-commerce. Nós apresentando à ele os varejos digitais possuem disponibilidade da mercadoria procurada. 

E tudo isso com segurança e sem se arriscar fora de casa.

As marcas que quiserem inserir seus produtos no site podem fazer isso gratuitamente. É só entrar em contato pelo e-mail hello@guiaondecomprar.com ou site mais pelo nosso site.  

Troque experiências com outras indústrias pelo Telegram 

Para que haja uma troca de experiência entre as indústrias durante o período do coronavírus, criamos um grupo no Telegram exclusivo chamado de “Indústrias e o coronavírus”. Clique no link para participar: https://bit.ly/telegram-industrias.

Estudante de economia, viciado em tech, Marketing e café. Tentando ficar acordado até 3 da manhã para acompanhar todos os jogos da NBA.

0 0 vote
Article Rating
Seguir
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
e-commerce quality index

EQI 2019: a qualidade do e-commerce no Brasil, Estados Unidos e América Latina.