Disponibilidade de estoque: o que é e qual a sua importância no e-commerce

Bookmark(0)
4 mins

A disponibilidade de estoque no e-commerce acontece quando o consumidor consegue comprar o produto numa loja online, ou seja,o item tem em estoque. Porém, se aparece aquela mensagem “Avise-me quando o produto chegar” ou ao algo similar, significa que a loja não tem o produto em estoque, pois o consumidor não consegue efetuar a compra.

A falta de disponibilidade de estoque é extremamente prejudicial para uma marca. Um dos seus piores efeitos é a redução nas vendas, afinal, os usuários não conseguem comprar um produto que está em falta. 

Acompanhar a disponibilidade de estoque dos seus produtos dentro de um e-commerce demanda uma dinâmica diferente do mundo offline, ou seja, as estratégias de trade marketing digital são diferentes do trade físico. 

Por isso, é fundamental compreender a importância da disponibilidade no e-commerce e como traçar estratégias eficazes para aumentar suas vendas e se consolidar no ambiente online. Então confira o post de hoje! 

Nele, você vai descobrir: 

  • O que é disponibilidade de estoque?
  • Quais os problemas causados pela falta de estoque?
  • Por que um produto fica fora de estoque?

O que é disponibilidade de estoque?

A disponibilidade de estoque no e-commerce acontece quando o consumidor consegue comprar o produto numa loja online, ou seja, o item tem em estoque. Porém, se aparece aquela mensagem “Avise-me quando o produto chegar” ou ao algo similar, significa que a loja não tem o produto em estoque, pois o consumidor não consegue efetuar a compra.

Veja o vídeo abaixo que exemplifica essa situação:

Outro conceito essencial quando pensamos em disponibilidade de estoque é o de sortimento. O  sortimento é toda lista, criada pela indústria, que define os produtos que serão comercializados em um determinado varejo.

Antes de pensar na sua disponibilidade de estoque, tenha definido o sortimento ideal para todos os varejos parceiros.

Essa lista facilita o acompanhamento dos produtos chave para a sua estratégia de Trade Marketing Digital. A equipe consegue visualizar com mais clareza quais SKU’s cada varejo vende e como está a performance de cada um.

Agora que as definições de cada termo estão mais claras, é hora de abordar quais são os maiores problemas do stock-out (produto fora de estoque) e como identificá-los.

Quais os problemas causados pela falta de estoque?

Como citado anteriormente, um dos efeitos da falta de estoque é a redução nas vendas de produtos. Fora esse, ainda existem outros pontos que todo profissional de Trade Marketing Digital deve se preocupar.

Se coloque na posição do consumidor. 

Você quer comprar um fone de ouvido. 

Após estudar todas as alternativas e o custo benefício de cada um, a escolha fica entre as marcas Sony e JBL.

Você acaba decidindo por comprar o fone da Sony. Então, com uma pesquisa em algum e-commerce descobre que ele está fora de estoque. 

Além de perder uma venda para o concorrente, a Sony frustra o usuário com uma experiência ruim de compra.

Caso esse tipo de problema se torne recorrente, os possíveis clientes da Sony podem não optar pela marca como primeira escolha. Assim, a JBL e outras concorrentes ganham mais espaço no mercado.

Há outro ponto crítico que a sua marca deve considerar: não adianta investir em ações de marketing para promover seus produtos e aumentar o número de acessos em suas páginas se o cliente não conseguir efetuar a compra.

Campanhas de marketing possuem um custo considerável e acabam não cumprindo o papel esperado, se o produto não estiver disponível para o consumidor realizar a compra. 

Mas como evitar esses problemas e parar de desperdiçar capital por causa do stock-out?

Para isso, é preciso compreender o próximo passo: “Por que um produto fica fora de estoque?”

Por que um produto fica fora de estoque?

Existem muitos motivos para isso acontecer, abaixo citamos os mais recorrentes no mercado:

1. Erro de configuração no site

É comum que a indústria não consiga acompanhar todas as lojas que vendem seus produtos online. Então, a melhor maneira de reduzir os danos é acompanhar os sites mais importantes para a estratégia da marca.

Se a sua marca perceber um erro de configuração no site, o indicado é entrar em contato com o varejo o mais rápido possível. Em muitos casos, basta um ajuste no ERP (sigla em inglês para Planejamento dos Recursos da Empresa) do varejo para tornar o produto “disponível para compra”.

2. Erro de reabastecimento

No e-commerce, as campanhas de marketing, como anúncios pagos e banners promocionais, são as ações mais comuns para aumentar o número de visitantes na página do produto. Mesmo assim, é incerta a taxa de conversão dessas ações, o que causa falhas no abastecimento do produtos dependendo da performance.

A melhor maneira de evitar o erro é manter um contato constante e sem ruídos com o varejo. Alinhar estratégias para aumentar o tráfego e acompanhar os dados de vendas reduz as chances de erro.

3. Erro por falta de Joint Business Plan (JBP)

Além disso, a falta de um JPB entre indústria e varejo focado no e-commerce também colabora para que esses erros ocorram. Fatores sazonais como Black Friday, Páscoa e outras datas comemorativas também devem entrar no calendário promocional e no planejamento para abastecimento.

Vamos fazer uma analogia em relação às compras físicas, imaginando você como consumidor: 

Você ficou sabendo de uma super promoção de um produto em um determinado supermercado, mas quando chegou lá se deparou com prateleiras vazias. 

Qual seria a sua reação? Provavelmente, você se sentiria desapontado(a), não é mesmo? 

A diferença é que no ambiente online não existem prateleiras vazias, existe posicionamento de página. 

Isso quer dizer que se o seu produto estiver indisponível para compra, ele não aparecerá nas primeiras posições no site e, consequentemente, perderá visibilidade e vendas. Isso é muito importante, porque o rankeamento do produto cai muito quando ele está fora de estoque. 

Por isso, se você quer ter seu produto nas primeiras posições dos sites, garanta que ele está no sortimento e também disponível para compra.

Compreendidas as causas mais recorrentes para a falta de estoque e as melhores maneiras de se prevenir, ou resolver os problemas, é hora de colocar a mão na massa! Agora que você já sabe da importância da disponibilidade de estoque para o crescimento das marcas dentro do comércio eletrônico, é hora de dar o próximo passo e descobrir como identificar se seus produtos estão com problemas de estoque no e-commerce. Confira! 

Estudante de economia, viciado em tech, Marketing e café. Tentando ficar acordado até 3 da manhã para acompanhar todos os jogos da NBA.

Deixe um comentário

Por favor, Log in para comentar
avatar
  Seguir  
Notificação de
4 mins
e-commerce quality index

EQI 2019: a qualidade do e-commerce no Brasil, Estados Unidos e América Latina.