Sell-out: o que é e porque utilizá-lo para atrair novas marcas para o seu e-commerce

31 julho - 2018
5 mins

Uma das principais maneiras de conseguir mais conversão para um e-commerce é ter parcerias com marcas consolidadas no mercado. Isso atrai os consumidores, aumenta as vendas e consequentemente, o lucro.

Contudo, essa não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Atrair novas marcas para uma loja virtual exige pesquisa, ações de relacionamento e números! A boa notícia é que você pode conseguir isso tudo usando os dados de sell-out do comércio eletrônico da sua empresa.

Quer saber mais sobre a importância dessas informações e como investimentos em sell-out podem contribuir para a evolução do negócio que você gerencia? Então, continue a leitura!

O que é sell-out?

Antes de aplicar o sell-out no seu negócio é preciso entender o seu conceito. Sell-out são dados de vendas do e-commerce que detalham todo os números dessa comercialização com o consumidor final.

Quantidade, data da compra, preço, características do produto, são alguns dos exemplos dos dados de sell-out de um e-commerce. Essas informações são relevantes, pois representam as conversões de uma loja virtual.

Existe ainda outro conceito muito trabalhado no varejo online: o sell-in. E é comum confundir os dois termos ou até mesmo investir mais em um do que em outro. Logo, saber o que os diferencia é fundamental para melhorar a estratégia do seu negócio. No próximo tópico, vamos explicar. Confira!

Qual é a diferença de sell-out e sell-in?

Sell-out já explicamos: é o processo de comercialização direta ao cliente final, ou seja, o famoso B2C (business to customer).

Agora, sell-in é o processo de venda B2B (business to business). Sendo assim, ele conecta o fabricante a um canal indireto, que pode ser o distribuidor ou o revendedor do produto. Para ficar ainda mais claro, é a venda feita para quem vai ofertar os produtos ao comprador final.

Para entender melhor os dois conceitos, é interessante ter sempre em mente como os produtos chegam até o usuário final. A cadeia de suprimentos, ou supply chain, funciona da seguinte forma:

  • A indústria produz um item;
  • Envia os produtos para os seus distribuidores;
  • Esse grupo repassa a mercadoria para o revendedor ou ponto de venda (PDV);
  • No PDV, o produto é entregue ao consumidor final.

As negociações que acontecem entre a indústria, os distribuidores e os revendedores são os processos de sell-in. Já quando o produto é negociado diretamente com o cliente final, são ações de sell-out.

Embora os conceitos sejam diferentes, eles são complementares. De nada adianta ter bom relacionamento e preços com a indústria, se o cliente não compra o produto no seu canal de vendas.

O oposto também não é positivo para os negócios: os usuários podem procurar muito determinada mercadoria no seu e-commerce, mas se não existir uma logística clara com o fornecedor, dificilmente a loja terá o produto para ofertar com recorrência.

É por isso que os dados de sell-out devem ser a base para medir o desempenho de uma loja virtual em todas as etapas da cadeia produtiva, pois eles revelam quando a venda é efetivada ao consumidor final.

Ainda tem tem dúvidas de que o sell-out deve ser o foco de todo o processo do seu e-commerce? Então, continue a leitura!

Por que o sell-out é importante para o e-commerce?

Os dados do sell-out representam o desempenho do seu comércio eletrônico. É bem comum no mercado que grandes marcas façam investimentos em lojas virtuais por meio de banners para atrair mais visibilidade para os seus produtos.

Nestlé, Ambev, Mondelez, entre outras, valorizam as informações de sell-out na hora de decidir onde vão anunciar. Essas organizações fazem esse tipo de ação, pois enxergam vários benefícios nas parcerias com o comércio eletrônico:

  • Feedback direto dos clientes;
  • Aumento da abrangência em seu mercado de atuação;
  • Garantia da oferta contínua dos itens para os usuários;
  • Venda de produtos que tradicionalmente ficariam parados no estoque.

Por isso, é preciso compartilhar as informações de sell-out de forma adequada. Elas são insumos valiosos para atrair parceiros para o seu negócio. E o resultado dessa interação é mais vendas e mais lucro.  

No entanto, enviar esses dados tem alguns desafios, desde organizar o volume de informações até manter a segurança nessa transação. Ainda bem que existe um forma de vencer essas barreiras e é sobre isso que falaremos a seguir. Continue a leitura!

Como valorizar o e-commerce com dados de sell-out?

Muitos e-commerces não gostam de compartilhar dados de sell-out porque ficam com receio de enviar informações sigilosas dos seus clientes. Mas isso é um mito.

Hoje, existem diversas ferramentas no mercado que permitem que o responsável pela gerência de uma loja virtual escolha quais os dados devem ser compartilhados. Dessa maneira, é possível personalizar o relatório de sell-out e manter o sigilo dos dados dos seus consumidores.

Outro desafio na troca de informações entre comércios eletrônicos e fornecedores é que não existe um padrão no envio dos dados. Algumas empresas enviam via pen-drive, outras mandam um e-mail, contribuindo para que os dados se percam ou não fiquem claros para as marcas.

Portanto, automatizar o processo facilita tanto para o e-commerce, quanto para o fornecedor. O primeiro, terá os dados organizados sem a necessidade do trabalho manual, além de um controle total de quem está acessando as informações. Já o segundo receberá as informações de maneira mais transparente.

Essa medida simples gera diversas oportunidades de negócios e ainda traz benefícios, como:

Ampliação das parcerias com as marcas

O sell-out permite que todos saiam ganhando. Enquanto o varejista aumenta a sua venda, promovendo maior giro dos produtos no e-commerce, a indústria passa a ter mais escala e visibilidade das suas mercadorias, pois compreende o que gera mais conversão e o que precisa ser mais otimizado.

Mais investimento em banners

Sabendo os dados de sell-out do seu e-commerce, as marcas têm mais interesse em fazer investimentos de mídia, em especial, na compra de banners para divulgar seus produtos. Com mais anúncios de marcas relevantes na sua loja virtual, as chances de atrair novos usuários é maior.

Melhoria no relacionamento com as marcas e fabricantes

Com uma parceria consolidada e investimentos em banners que trazem retornos, o relacionamento entre as marcas e fabricantes fica bem mais transparente e produtivo.

É importante ressaltar que os dois têm um objetivo em comum: vender. Portanto, quando existem dados que permitem traçar ações em conjunto para alcançar essa meta, a interação se torna mais clara e simples.

Ainda nessa linha de desenvolver estratégias interdisciplinares, outro fator de conversão utilizado nas páginas de produtos com grande impacto nas conversões é a utilização de avaliações e comentários. Saber mais sobre Rating e Reviews é fundamental para melhorar o desempenho da sua loja online. Quer ampliar ainda mais seus conhecimentos sobre o assunto? Então, veja como utilizar as avaliações e comentários para aumentar as vendas do seu e-commerce.

 

Escrever é o que me move, por isso escolhi ser jornalista. Sempre levo um livro na bolsa, gosto de acompanhar tudo sobre tecnologia e troco fácil uma balada pela Netflix.

Deixe um comentário

Por favor, Log in para comentar
avatar
  Seguir  
Notificação de
5 mins

EQI: a primeira pesquisa que avalia a qualidade do e-commerce brasileiro.