Como os 5 principais sites de beleza do Brasil priorizam os produtos nas buscas?

Bookmark(0)
8 mins

Segundo uma pesquisa realizada pela ABIHPEC, o Brasil é o 4º maior consumidor mundial de produtos de beleza e higiene pessoal. Quando falamos em e-commerce, a representatividade dos produtos cosméticos e de higiene é de 18%, a maior do país.

Além disso, em virtude do novo coronavírus, os produtos de saúde, higiene e beleza tiveram um grande aumento nas vendas.

Uma pesquisa do Mercado Livre apontou que o consumo desses tipos de produto aumentou em 22 vezes no site entre fevereiro e março de 2020.

E tem mais: 20% dos usuários fizeram sua primeira compra no Mercado Livre na categoria de bens de consumo e alimentos e 80% dos consumidores que já eram usuários da plataforma compraram itens de bens de consumo e alimentos pela primeira vez. 

Então, como se destacar no segmento e oferecer o que o usuário mais precisa? Uma das maneiras de fazer isso é entender qual é a posição dos produtos da sua marca nos principais e-commerces de beleza e saber o que você pode fazer para se destacar dos concorrentes. 

Para te ajudar nessa missão, analisamos os 5 principais sites de beleza e aqui apresentamos os principais insights em relação ao posicionamento dos produtos nas buscas de cada um deles. Confira!

Como a análise de posicionamento de produtos nos e-commerces de beleza foi realizada? 

Fizemos uma análise no dia 19 de março de 2020 para compreender quais são os critérios – em relação ao conteúdo nas páginas de produto – que os principais e-commerces de beleza levam em consideração na hora de mostrar os produtos nas buscas, de acordo com as palavras-chave de interesse. 

*Vale ressaltar que a análise foi realizada antes das mudanças de comportamento do consumidor em virtude do novo coronavírus. 

Analisamos os 5 principais e-commerce de beleza: 

  • Beauty Box
  • Beleza na Web
  • Ikesaki
  • Lojas Rede
  • Sephora

Depois disso, analisamos os 10 primeiros resultados de cada uma das seguintes palavras-chave:

  • Condicionador
  • Perfume
  • Shampoo

Os termos “Condicionador, “Perfume” e ”“Shampoo” foram inseridos no campo de busca de cada um dos varejos e avaliamos os 10 primeiros resultados, contabilizando um total de 150 produtos analisados.

O que afeta o posicionamento dos produtos nas buscas dos e-commerces de beleza?

Em relação ao conteúdo nas páginas de produto, os sites analisados levam em consideração os seguintes fatores: 

Disponibilidade de estoque

Em todas as lojas consultadas, o resultado em relação à disponibilidade foi que produtos fora de estoque não aparecem nas primeiras posições nos sites. 

Na verdade, os produtos sem estoque estão nas últimas posições, ou seja, apenas os usuários que procurarem muito vão achar o produto dentro do varejo. Afinal, de que adianta ter o produto exposto no site se o consumidor não consegue realizar a compra? 

Sendo assim, o primeiro e mais importante passo é sempre manter os seus produtos com disponibilidade de estoque nos e-commerces. 

Título 

Separamos alguns exemplos de títulos que aparecem nas primeiras posições dos resultados de busca. Nesse caso, a palavra-chave inserida na busca foi “shampoo”.

1. Beauty Box

O primeiro site analisado foi o Beauty Box. A média de caracteres nos títulos (incluindo todos os 30 produtos analisados) foi de 63. Os padrões encontrados foram: 

  • O nome da marca aparece primeiro e destacado em negrito;
  • Pode ser que a linha do produto esteja depois da marca, isso varia mas é o mais comum;
  • Depois aparece o tipo do produto, no caso da nossa busca foi “shampoo”;
  • Por último, vem a gramatura da embalagem.

Uma observação: o logo da marca sempre aparece abaixo do título. Veja abaixo um exemplo: 

 

 

2. Beleza na Web

Os títulos do Beleza na Web seguem os mesmos padrões que a Beauty Box. A principal diferença é que a média de caracteres é de 62.  Vamos para o modelo de título:

  • O nome da marca aparece primeiro e destacado em negrito;
  • Pode ser que a linha do produto esteja depois da marca, isso varia mas é o mais comum;
  • Depois aparece o tipo do produto, no caso da nossa busca foi “shampoo”;
  • Por último, vem a gramatura da embalagem.

Geralmente, a logo da marca fica logo abaixo do título. Temos um exemplo a seguir:

 

 

3. Ikesaki

Os títulos dos primeiros produtos tem, em média, 45 caracteres no site da Ikesaki. O padrão encontrado é um pouco diferente. Nele, apenas os pontos abaixo se mostraram comuns a todos os produtos:

  • O tipo do produto aparece primeiro, como destacado na imagem abaixo;
  • No final do título aparece a gramatura da embalagem.

Vale ressaltar também que é muito comum ter a linha do produto no meio do título. Contudo, isso não é uma regra. A logo da empresa aparece acima do título, como podemos ver na imagem:

 

 

4. Lojas Rede

A Lojas Rede possui um padrão muito parecido com o da Beleza na Web e da Beauty Box, mas não há uma ordem certa para as palavras. Os títulos possuem em média 47 caracteres e as únicas regras são:

  •  O tipo de produto (como shampoo ou condicionador) é a primeira palavra;
  • A gramatura do produto é o que aparece por último.

Fora isso, o nome da marca e a linha do produto também são colocados no meio dos títulos, quando eles aparecem. Em alguns casos, a marca aparece abaixo do título, como é possível ver na imagem: 

 

5. Sephora

Na Sephora a média de caracteres dos títulos é 63

Primeiro, não há uma diferenciação no título do produto quanto à gramatura da embalagem. Isso acontece em caixas de seleção dentro da página (como podemos ver no print abaixo).

Além disso, existem três pontos padronizados:

  • O nome das marcas fica separado acima do título;
  • O tipo de produto (como shampoo no exemplo abaixo) é a primeira palavra do título;
  • Por último, sempre vem a linha do produto.

 

Portanto, a média de caracteres nos títulos dos 5 sites de beleza analisados é de 47. 

Descrição

Em todos os sites estudados, nenhum produto sem descrição apareceu bem nos resultados. Vamos analisar com mais profundidade cada site.  Nesse caso, a palavra-chave inserida na busca foi “perfume”.

1. Beauty Box

As descrições na Beauty Box possuem, em média, 174 palavras e seguem os seguintes padrões:

  • Existe uma área separada para categoria, marca e outros fatores. Cada produto tem o seu;
  • Depois vem as características detalhadas do produto.

Veja abaixo um bom exemplo de descrição no site:

 

 

2. Beleza na Web

As descrições da Beleza na Web possuem em média 215 palavras e têm os mesmos padrões da Beauty Box:

  • Existe uma área separada para categoria, marca e outros fatores. Cada produto tem o seu;
  • Depois vem as características detalhadas dos produtos. 

Abaixo temos uma imagem para ilustrar a descrição:

 

 

3. Ikesaki

As descrições e os detalhes dos produtos na Ikesaki são mais curtas, contendo a palavra-chave procurada e o nome do produto. Em média, todo o texto possui 216 palavras – contando os detalhes dos produtos e o “Sobre a marca”.

 

 

4. Lojas Rede

A Lojas Rede dividem a descrição entre detalhes e características, elas possuem em média 180 palavras. Veja uma foto abaixo:

 

 

5. Sephora

As descrições da Sephora foram possuem uma média de palavras é 186. Quando pegamos as de perfume, 7 das 10 possuem, além do texto, algum tipo de conteúdo rico, seja vídeo, lâmina ou os dois:

 

 

Vale ressaltar que em todas as descrições vemos as palavras-chave, o nome do produto e o nome da marca para que fique bem claro o que é o produto. Portanto, a média de todos os sites foi de 162 palavras na descrição.

Imagens dos produtos

As imagens também vão além de apenas algo para ilustrar o produto. Todos os 150 produtos avaliados possuem pelo menos 1 imagem. Os itens sem nenhuma foto ficam nas últimas posições, quando eles aparecem. 

Nesse caso, a palavra-chave inserida na busca foi “shampoo”.

1. Beauty Box

No site da Beauty Box, todos os primeiros produtos possuem imagens e os itens têm, em média, 4 fotos. 

No exemplo abaixo, inclusive, a marca Wella utiliza também um vídeo para enriquecer a experiência de compra e mostrar quais são os benefícios do produto. 

 

 

2. Beleza na Web

Na Beleza na Web, todos os primeiros produtos possuem imagens. A média de fotos do site é a maior, com 6 por produto. 

 

 

3. Ikesaki

Na Ikesaki, todos os primeiros produtos possuem imagens. A média de fotos do site é a menor, com 1 foto por produto. 

 

4. Lojas Rede

Na Lojas Rede, todos os primeiros produtos possuem imagens. A média de fotos do site é de 2 por produto. 

 

5. Sephora

Na Sephora, todos os primeiros produtos possuem imagens. A média de fotos do site é de 3 por produto. 

 

Em média, cada produto analisado tem 3 fotos. Mas há casos extremos com apenas 1 imagem e outros que possuem 13 imagens. 

Avaliações e comentários 

Vamos entender um pouco mais qual é a influência das avaliações e os comentários nos sites estudados.

1. Beauty Box

Na Beauty Box, apenas 1 dos 30 produtos analisados possuem avaliação, e nesse caso era apenas uma, com 5 estrelas de nota.

 

 

Os reviews aparecem tanto acima da imagem, como destacado anteriormente, como mais abaixo, mostrando o comentário.

 

 

Portanto, não há uma interferência tão grande dos ratings para o posicionamento do produto no e-commerce. Porém, investir nesse recurso é essencial para o consumidor se decidir se vai realmente comprar o item ou não. Sabia que a probabilidade de compra de um produto com 5 comentários é 270% maior do que sem nenhum comentário?

2. Beleza na Web

Na Beleza na Web, dos 30 produtos avaliados, 2 tinham nota 4,5 e as outras 28 tinham nota 5. Com isso, a média das notas é de 4,97. O número total de avaliações é bem alto, 3139, o que dá uma média próxima de 105 reviews por produto.

Por esse motivo vemos que possuir avaliações e notas altas é um padrão e não um diferencial. Produtos com poucas estrelas ou sem nenhuma avaliação dificilmente aparecerão nas primeiras posições.

Abaixo vemos como o site distribui as avaliações e qual é o produto com o maior número de comentários, 812 no total:

 

 

Assim como na Beauty Box, as avaliações aparecem tanto no canto superior direito da imagem como mais embaixo, junto aos comentários.

3. Ikesaki

Na Ikesaki, apesar de existir um local, nenhum dos produtos avaliados possui alguma avaliação ou comentário:

 

 

Com isso podemos notar que o rating e review não tem tanto peso na hora de selecionar os produtos e suas colocações. Porém, eles fazem grande diferença nas conversões. Mais da metade dos consumidores online não faz compras online sem ler avaliações dos produtos. 

4. Lojas Rede

Na Lojas Rede, dos 30 produtos em análise, 13 possuem avaliações e comentários dos consumidores. Considerando as todas as avaliações dos 30 produtos obtivemos uma nota média de 2,13  estrelas em uma escala de 0 a 5. 

O exemplo abaixo mostra o produto com o maior número de avaliações no site da Lojas Rede, com 282, sendo também um dos mais bem avaliados – com 5 estrelas. 

 

 

5. Sephora

Assim como as Lojas Rede, a Sephora também não demonstra nenhum padrão de posicionamento de resultados quando levamos em consideração as opiniões dos consumidores.

Isso fica claro quando dos 8 primeiros resultados da palavra chave “shampoo” 5 tem reviews e os outros 3 não. E isso é um comportamento observado entre todos os 30 produtos. Deles 11 não possuem nenhum tipo de avaliação.

 

 

O total de comentários até a data da análise era de 7628, com uma média de notas de 2,9 estrelas em 5.

Mesmo não tem um padrão no site que comprove que avaliações e comentários afetam o posicionamento dos produtos, é possível concluir que esse fator tem um peso considerável nas buscas. 

Portanto, considerando todos os produtos analisados, a média de avaliações é de 63 por item. 

Como fazer para que os seus produtos apareçam nas primeiras posições dos sites de beleza? 

Agora que você já compreendeu como cada site trabalha o posicionamento dos produtos, como a sua marca pode efetivamente melhorar os resultados e aparecer nas primeiras posições desses e-commerces? Confira algumas dicas! 

  • Cuide da sua disponibilidade de estoque. Escolha varejos estratégicos para a sua marca e construa um plano de reabastecimento das mercadorias, principalmente dos seus produtos chave. Produtos indisponíveis não aparecem nas primeiras posições.
  • Crie títulos completos que informem tudo o que consumidor precisa saber. O recomendado é que eles tenham de 20 a 100 caracteres.
  • Aposte em descrições bem detalhadas, já que produtos com descrições “pobres” não aparecem nas primeiras posições dos sites. O recomendado é que elas tenham pelo menos 300 palavras.
  • Itens sem imagens não aparecem nas primeiras posições. O ideal é que o produto conte com pelo menos 3 fotos.
  • Estimule as avaliações e comentários dos consumidores, esse é um fator que influencia diretamente na decisão de compra dos e-shoppers.
  • Monitore os conteúdos como título, descrição e fotos. Sem eles é quase impossível aparecer nas primeiras páginas de resultado.

Se você não sabe como criar cada tipo de conteúdo para os seus produtos e o que é recomendado para melhorar as conversões, conheça o Guia de conteúdo para indústrias que vendem no e-commerce. 

Se você quiser saber quais foram os produtos analisados nessa pesquisa é só acessar essa planilha! Lá, você encontra uma lista com todos os itens estudados e pode tirar seus próprios insights!

Conheça o EQI de Saúde, Higiene e Beleza

Vem aí o EQI (E-commerce Quality Index), a única pesquisa que avalia a qualidade do e-commerce no Brasil, agora apresenta uma análise completa sobre o segmento de Saúde, Higiene e Beleza!

Mais detalhes você encontra no site oficial da pesquisa: https://eqi.digital/

Estudante de economia, viciado em tech, Marketing e café. Tentando ficar acordado até 3 da manhã para acompanhar todos os jogos da NBA.

Deixe um comentário

avatar
  Seguir  
Notificação de
8 mins
e-commerce quality index

EQI 2019: a qualidade do e-commerce no Brasil, Estados Unidos e América Latina.